“As lições da Crise”, trabalho dos jornalistas Nuno Aguiar e Clara Teixeira, da revista Exame, é o grande vencedor da 13.ª edição do Prémio de Jornalismo Económico, uma parceria entre o Banco Santander e a Universidade NOVA de Lisboa.

O artigo foi tema de capa da edição de setembro de 2018 da revista, num especial sobre a crise financeira iniciada com a falência do Lehman Brothers, o contágio mundial e as suas consequências, dez anos depois. A concorrer na categoria de Mercados Financeiras, ao vencer o Grande Prémio, os jornalistas irão receber um prémio no valor pecuniário de 10.000 euros.

Na categoria de Gestão de Empresas e Negócios foi premiada a jornalista Ana Sofia Santos, do Expresso, com o trabalho “Privados pedem saúde para as parcerias” publicado no dia 17 de novembro de 2018, onde dá conta que os primeiros contratos de gestão privada de hospitais do Serviço Nacional de Saúde estão a terminar e que poderão continuar, embora não a qualquer preço.

Na área de Sustentabilidade e Inovação Empresarial, a vencedora foi Alexandra Correia, da Visão, com o artigo “Os nossos colegas robôs”, integrado na edição de 22 de março de 2018, onde revela que a robotização do trabalho é já uma realidade, apresentando um retrato do que será o futuro e as implicações que isso terá para os humanos.

Ao vencerem as respetivas categorias, cada um destes trabalhos recebe um prémio pecuniário no valor de 5.000 euros.

Os prémios foram entregues por Pedro Castro e Almeida, Presidente Executivo do Banco Santander Portugal, e João Sáàgua, Reitor da Universidade NOVA de Lisboa, numa cerimónia que teve lugar no dia 16 de julho de 2019, no edifício do Banco Santander, na Rua da Mesquita, em Lisboa.